sexta-feira, 10 de outubro de 2014

Bandeira de Mello admite falta de descontos para sócios.









O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, participou nesta sexta-feira do programa "Expediente Futebol" do canal Fox Sports. Um dos temas abordas foi o atual cenário do programa de sócio-torcedor do Rubro-Negro. Na visão do mandatário, é necessário melhorias.

- Com o programa sócio-torcedor podemos sonhar alto. Você vê o sucesso do Inter com 110 mil sócios. Isso dá 2,2% dos seus torcedores participando do programa sócio-torcedor. Se 2,2% participassem, teríamos 880 mil sócio-torcedores.  Dá para sonhar em ser potência mundial do futebol. Nós mesmo precisamos melhorar muito a administração do programa. 70% da torcida está fora do Rio de Janeiro. É preciso tornar o programa de desconto mais atrativo - disse

Na visão do mandatário, com os ajustes necessário para uma captação maior de associados faria com que o programa se tornasse a maior fonte de renda do Flamengo no futuro.

- Apesar do Flamengo ter a maior torcida do Brasil, o nosso plano é novo. Já fomos o terceiro maior do país, agora estamos em quarto, com 57 mil sócios. Isso nos dá uma receita expressiva. É a nossa terceira fonte de renda. Perde para TV e para contrato de material esportivo. É maior que o patrocínio master. Como o Flamengo tem 40 milhões de torcedores, é de se esperar que esse número aumente e o sócio-torcedor deixe para trás todos e seja a nossa maior fonte de recursos - analisou.

Mesmo otimista com o que o programa pode render no futuro, Bandeira de Mello sabe que precisa recuperar a queda no quadro de sócios:

- É fácil chegamos ao máximo de 66 mil sócios e no início do ano quando disputamos a Libertadores. Houve uma retração e os torcedores entenderam que não mereciam mais ajudar. Passamos de 66 para 53 mil. Estamos em 57. É natural. Tem a ver com o rendimento do time. Ao longo da história vamos ter momentos de subida acelerada. O importante é que seja uma tendencia de alta.


Fonte: Lancneet


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Bandeira-de-Mello-admite-falta-descontos-para-socios.html

Fla mantem esperança por grana de Hernane e Arena própria.









Em entrevista ao programa "Expediente Futebol" do canal Fox Sports, o mandatário rubro-negro falou ainda sobre pontos importantes como o dinheiro da venda do atacante Hernane e a possibilidade de um estádio próprio no futuro.

LIBERTADORES

Libertadores é atrativo financeiramente e todos querem. A torcida já entendeu que não adianta esforço irresponsável e colocar no papel um time poderoso e que não colhe resultado. Porque se você não paga o elenco em dia, gera insatisfação. A torcida comprou essa ideia. Quero um time poderoso de maneira sustentável.

LÉO MOURA

Leo Moura é ídolo da torcida. Quase ninguém completa 500 jogos num clube e estamos orgulhosos dessa marca. Não me envolvo em negociação e o departamento de futebol irá conduzir de maneira favorável e tem de ser atrativa para o próprio Léo Moura. Por mim, quero ver ele completando mil jogos no Flamengo.

DINHEIRO DA VENDA DE HERNANE

Vamos receber mais R$ 8 milhões. O caso do Hernane estamos na expectativa e não esgotamos as tentativas para ter uma solução amigável se não for possivel vamos buscar os direitos da Fifa. Nunca nenhum clube deixou de receber numa situação como essas. No prazo de um ano receberíamos o recurso com multas e juros. Mas dada a questão financeira, queremos receber agora. Estamos tentando a negociação.

ESTÁDIO PRÓPRIO

A gente sonha em ter um acordo que permita o Flamengo de maneira permanente no Maracanã e que seja um bom negócio. Existe uma espécie de cláusula de melhores esforços para se estudar um estádio pequeno na Gávea. Não queremos abrir mão no Maracanã. Podemos ter um estádio de porte médio em algum local do Rio ou um estádio pequeno. Em dois anos teremos duas estações com acesso a pé para o Flamengo, o estádio tem de ter vaga de estacionamento e vai revitalizar a área mais degradada do Leblon. Com um equipamento moderno isso será bom para todos e a associação de moradores não tem restrições. Antes havia problema com a ideia do shopping. Mas o Flamengo não quer isso, quer mesmo algo para prática esportiva e isso os moradores não são contra.


Fonte: Lancenet


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Fla-mantem-esperanca-grana-Hernane-Arena-propria.html

Canteros e João Paulo aprimoram cobranças de falta.









O Flamengo tem em sua história uma série de grandes cobradores de falta. De Zico a Petkovic, passando por Júnior, Marcelinho Carioca e Bebeto. No entanto, este ano, o time vem sofrendo com a ausência de um jogador que assuste o rival nas chances de bola parada, consideradas determinantes nos tempos modernos.

Neste Campeonato Brasileiro, o Flamengo não marcou um gol sequer em cobrança de falta. Na temporada, fez apenas dois, ambos com Elano, contra Vasco e Emelec-EQU. O jogador, no entanto, já deixou o clube depois de acordo para rescindir o contrato.

Atualmente, o maior especialista do time é Chicão, que já marcou gols de falta pelo clube no ano passado. Entre as opções, ainda há novidades como o argentino Canteros e o lateral-esquerdo João Paulo. Ambos afiaram a pontaria no treinamento desta sexta-feira para o confronto com o Cruzeiro, domingo, no Maracanã.

Gols em cobranças de falta, no entanto, estão sendo raros neste Brasileiro. O Cruzeiro marcou apenas um, de Júlio Baptista, contra o São Paulo, na segunda rodada. Os melhores times no fundamento são Fluminense e Vitória, com três gols marcados desta forma.

Na vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, quarta-feira, não houve grandes oportunidades. Já na derrota por 1 a 0 para o Santos, Chicão obrigou Vladimir a fazer boa defesa. Treinamento para os jogadores tentarem acertar pelo menos não falta.


Fonte: GE


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Canteros-Joao-Paulo-aprimoram-cobrancas-falta.html

Fla sonha com a Copa do Brasil, e 1ª Divisão é obrigação.









O Flamengo está otimista com relação ao final de temporada. Nesta sexta-feira (10), o presidente Eduardo Bandeira de Mello tratou a permanência na elite do futebol brasileiro como obrigação e ainda apostou na conquista da Copa do Brasil pelo Rubro-negro.

Com 34 pontos, os cariocas ocupam a 11ª colocação no Brasileirão e enfrentam o Cruzeiro, domingo, às 16h, no Maracanã. A partida é fundamental na caminhada para evitar o rebaixamento. Já na Copa do Brasil, a equipe encara o América-RN, quarta-feira, e depende apenas de um empate para avançar às semifinais.

"A nossa ideia é ganhar a Copa do Brasil. Não podemos descartar essa possibilidade. Não vão faltar sangue, suor e lágrimas. Acho que esse elenco é extremamente focado e carrega o saco de cimento. É impressionante a determinação. Levamos a Copa do Brasil no ano passado e tentaremos novamente", afirmou o mandatário ao canal Fox Sports.

"Ainda não estamos tranquilos no Campeonato Brasileiro. Vamos pensar no Cruzeiro e depois no América-RN. Tenho a certeza de que o Vanderlei Luxemburgo [técnico] vai administrar isso caso a caso. Ficar na primeira divisão é uma obrigação do Flamengo, mas vamos nos esforçar para ganhar a Copa do Brasil", completou.

Durante a entrevista, Bandeira de Mello deixou claro que o Flamengo não terá um craque na próxima temporada e tem todo interesse em renovar contrato com o capitão Léo Moura. As negociações serão intensificadas assim que o Rubro-negro assegurar a permanência na Série A.

"A torcida pode ter certeza que já está na prancheta o nosso 2015", encerrou.


Fonte: UOL


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Fla-sonha-com-Copa-do-Brasil-1-Divisao-obrigacao.html

João Paulo põe boas atuações na conta de Luxemburgo.









No Flamengo desde o ano passado, João Paulo estreou no dia 27 de janeiro de 2013 contra o Volta Redonda, na vitória por 1 a 0, pelo Campeonato Estadual. Desde então, o atleta fez 87 partidas com a camisa rubro-negra e marcou quatro gols, mas são os passes decisivos que têm concedido destaque ao lateral-esquerdo.

Após quase dois anos no clube, este tem sido especial. Além de titular da posição, João Paulo tem participado ativamente dos gols da equipe com chutes, assistências e cruzamentos decisivos. Originou sete gols do time no Campeonato Brasileiro, ou seja, participou de quase 30% das vezes em que o Flamengo balançou as redes adversárias. E o crescimento de produção tem uma explicação: Vanderlei Luxemburgo.

"Todos estes lances decisivos ocorreram desde a chegada do treinador. Na estreia dele, contra o Botafogo, cruzei para o Alecsandro fazer o gol da vitória. Ele exige bastante da gente, tenho me esforçado muito e o resultado tem sido positivo. É um prazer trabalhar com o Vanderlei, um excelente técnico de futebol", elogiou.

No ano, João Paulo originou dez gols do Flamengo, sendo seis deles em cruzamentos. Destes, Eduardo da Silva aproveitou quatro. Inclusive, os sete gols marcados pelo atacante com a camisa rubro-negra nasceram de jogadas pelo lado esquerdo.

"Nós temos dois excelentes jogadores na esquerda, o João Paulo e o Éverton. Ajudam bastante o time e são precisos nas assistências e cruzamentos. O João melhora a cada dia e tem muito potencial", diz Eduardo.


Fonte: Site Oficial do Flamengo


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Joao-Paulo-poem-boas-atuacoes-conta-Luxemburgo.html

Tá fácil jogar bola.









Eu não discordo que Cristovão, Abel, Luxemburgo, Muricy, Felipão e tantos outros cometam erros grotescos e filosoficamente as vezes fujam do que entendemos por bom futebol.

Mas hoje, como em outras mil ocasiões, estamos massacrando um só sujeito, responsável até pelo apagão individual de alguns de seus comandados.

Ao terminar a rodada de hoje tenho a clara sensação que Abel e Cristovão jogam FIFA na beira do gramado e que cada passe de 2 metros errado por um de seus jogadores é mera falta de treinamento.

Tenho a impressão que não há nada mais fácil no mundo do que jogar futebol num clube de treinador contestado. Afinal, tudo que você errar é culpa dele. E mesmo a mais bizarra das cagadas será perdoada quando, com o próximo chefe, você acertar uma e ainda puder ouvir que “tá vendo? Agora ele rende. Mérito do técnico novo”.

Se eu pudesse mudar uma coisa no meu país não seria corrupção, complexo de vira latas, impunidade, nada disso. Seria a idéia que temos de sempre proteger e tratar nossos brasileiros como crianças de 10 anos.

Não preciso ir longe. Vamos ficar no futebol mesmo. Porque eu posso fazer meu trabalho nas coxas se não gostar do chefe nomeado pela direção e ninguém me contestará por isso?

Porque é comum fingir que está tudo bem quando está claro que quando a chapa esquenta tem quase sempre uma duzia tirando o corpo sabendo que um de terno vai pagar ali na beira do gramado?

Acham mesmo que a culpa deles é tão grande assim? E mesmo se acharem, não é muito fácil entrar em campo, fazer tudo errado e no final não ter responsabilidade alguma?

As vezes falta “bom senso”. A eles, a nós, a todo futebol. Mas em quintas-feiras como essa eu vou dormir com mais raiva de quem joga e toma de 5 do que de quem os treinou pra, até outro dia, ganhar e ser vice-líder, por exemplo.

Fonte: Blog do Rica Perrone


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Ta-facil-jogar-bola.html

Flamengo x Figueirense rende a maior audiência da BAND.









A vitória dramática do Flamengo sobre o Figueirense representou, para a Band, a melhor transmissão de uma partida de Campeonato Brasileiro nesta temporada no Rio de Janeiro. A emissora paulista obteve uma média de 3 pontos na medição do Ibope.

O resultado foi o melhor da Band nas transmissões para o Rio de Janeiro. Antes, o melhor índice sempre tinha ficado nos 2 pontos, tantos nas quartas-feiras quanto nos domingos. O resultado da Globo também foi alto. A emissora obteve 24 pontos durante a transmissão.

Os 27 pontos obtidos em Figueirense 1x2 Flamengo representam mais uma vez a melhor marca das transmissões do Brasileirão no Rio de Janeiro. A outra vez que um jogo havia dado 27 pontos num quarta-feira tinha sido no duelo do São Paulo com o Flamengo, dia 24 de setembro.


Fonte: Máquina do Esporte


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/FlamengoFigueirense-rende-maior-audiencia-BAND.html

O que fazer com o 'velho'?









Acredito que a diretoria do Flamengo e o Vanderlei Luxemburgo terão um pepinão para resolver no final deste ano.

O que fazer com o "velho" Leonardo Moura?

O cara continua titular e aguentando a maratona de jogos que disseram que ele não teria como encarar. Trouxeram até um tal de Léo, lá do Atlético Paranaense, para poder revezar com ele.

Só que o "garotão" Léo parece bichado, sei lá, porque não sai do departamento médico há uns três meses (ou seria mais?).

E lá está o Leonardo Moura, comendo a bola jogando muito, como foi, por exemplo, na partida desta semana contra o Figueirense.

Parecia um menino apoiando o ataque pela direita, fazendo cruzamentos certeiros, marcando bem e ainda distribuindo lençóis (ou chapéus, se preferirem) aos adversários.

Vão aposentar o cara?

Eu acho que até o Leonardo Moura pensa que vai se aposentar. Será?

Já têm algum nome em mente ou algum contato feito?

O problema está na mesa...

Se a minha memória não está falhando, acho que depois do final da Era Junior, só Leonardo Moura e Petkovic conseguiram o status de verdadeiros ídolos rubro-negros, com sangue flamenguista. Acredito até que Renato Abreu pode entrar nessa roda. Adriano? Sei não...

PASCHOAL AMBRÓSIO FILHO  


Fonte: Flamengo Eternamente


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/O-que-fazer-com-velho.html

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Flamengo espera estar 'iluminado' para bater líder Cruzeiro.









Empolgado pela vitória de 2 a 1 sobre o Figueirense, conquistada com um gol nos acréscimos, o Flamengo já projeta o complicado compromisso contra o líder Cruzeiro, previsto para este domingo, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 28ª rodada do Brasileiro.

O zagueiro Chicão pede entrega e foco aos companheiros no duelo contra o líder.

"Contra o Cruzeiro vamos precisar contar com tudo o que temos de melhor. Vamos ter que jogar no nosso limite, lutando ao longo dos noventa minutos com o máximo de entrega. O time deles não está na liderança por acaso e luta pelo bicampeonato porque tem um estilo de jogo muito bem definido. O Flamengo também tem suas virtudes, mas para que elas possam prevalecer vamos precisar estar em um grande dia", disse o camisa 3.

Na visão do goleiro Paulo Victor, o Flamengo vai precisar encontrar a melhor maneira de neutralizar os pontos fortes do Cruzeiro para conseguir fazer seu estilo de jogo sobressair.

"O Cruzeiro tem um time muito complicado de ser batido, pois conta com jogadores de grande qualidade técnica e tem um estilo de jogo que todos conhecem. Jogam do mesmo jeito em casa e como visitante e isso poderá nos causar muitos problemas. Mas o Flamengo tem plenas condições de neutralizar esses pontos do adversário. Para isso, nós vamos precisar estar em um dia iluminado, jogando no limite e não deixando o adversário pensar", comentou o arqueiro.

A escalação do Flamengo para este jogo não deverá sofrer mudanças. Isso porque o zagueiro Samir segue com a Seleção Brasileira olímpica para a disputa de amistosos internacionais, enquanto que o zagueiro Wallace e o volante paraguaio Victor Cáceres, ambos com problema na perna direita, permanecem entregues ao departamento médico. Assim, Marcelo e Chicão formarão mais uma vez a linha de defesa e Luiz Antônio continua como dono de um lugar no meio-de-campo.

Sendo assim, o Flamengo deverá ir a campo no domingo com a seguinte escalação: Paulo Victor, Leonardo Moura, Marcelo, Chicão e João Paulo; Márcio Araújo, Héctor Canteros, Luiz Antônio e Everton; Eduardo da Silva e Alecsandro. Como a delegação retornou de Santa Catarina apenas nesta quinta-feira, os jogadores foram liberados em seguida e a reapresentação acontece na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, quando Vanderlei Luxemburgo começa a trabalhar o time que pega o Cruzeiro. No sábado o elenco treina pela manhã e depois começa o período de concentração para a partida.

Fora de campo o clube decidiu pagar a premiação referente à meta de 50% de pontos a cada quatro jogos, mesmo com o time tendo conquistado menos do que este percentual após o triunfo sobre o Figueirense. A medida visa premiar o esforço da equipe para conseguir os três pontos em Florianópolis.


Fonte: ESPN


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Flamengo-espera-estar-iluminado-bater-lider-Cruzeiro.html

João Paulo e Eduardo chegam ao quarto gol em jogada fatal.










A fórmula é simples, até mesmo manjada, mas tem sido infalível para o Flamengo na arrancada contra a zona de rebaixamento: João Paulo sobe até a linha de fundo e cruza na área para Eduardo da Silva, sempre bem posicionado, escorar de cabeça e fazer o gol. Na vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, quarta-feira, no Orlando Scarpelli, pela 27ª rodada do Brasileirão, a dupla entrou novamente em ação para balançar as redes adversárias pela quarta vez na competição neste tipo de jogada.

A parceria de sucesso começou na vitória por 1 a 0 sobre o Sport, quando o atacante croata testou firme após assistência perfeita de João Paulo para vencer o goleiro Magrão. Depois, foi a vez de Victor, do Atlético-MG, ser vazado no triunfo rubro-negro por 2 a 1, no Maracanã; seguido de Marcelo Lomba, no revés do Fla também por 2 a 1 para o Bahia, na Fonte Nova. O entrosamento com Eduardo da Silva, por sinal, tem sido o ponto alto do lateral-esquerdo na passagem pela Gávea, após uma série de questionamentos - como na derrota para o Santos, no último sábado, quando foi vaiado no Maracanã.

Além dos quatro gols de Eduardo da Silva, João Paulo foi importante para o Flamengo com o mesmo tipo de jogada logo na estreia de Vanderlei Luxemburgo, com o cruzamento para cabeçada de Alecsandro que garantiu o 1 a 0. Já uma análise mais detalhada do histórico do atacante croata mostra uma tendência para marcar os gols em jogadas que têm início pelo lado esquerdo: todos os sete gols marcados com a camisa rubro-negra saíram dali.

Quando não é João Paulo, o garçom de Eduardo da Silva é Everton. Foi o camisa 22 que deu os cruzamentos para os gols diante de Coritiba, pela Copa do Brasil, e Fluminense, no Brasileirão. O sétimo tento marcado pelo camisa 23 foi sobre o Criciúma, no Heriberto Hülse. Dessa vez, ninguém deu assistência, mas o atacante completou para o gol praticamente vazio justamente após jogada de João Paulo para finalização de Everton, que desviou na zaga catarinense e sobrou limpa para conclusão fatal.

Domingo, a missão do Flamengo é complicada, contra o líder Cruzeiro, às 16h (de Brasília), no Maracanã, pela 28ª rodada do Brasileirão. João Paulo e Eduardo da Silva estarão juntos em campo, e a Raposa já está atenta: com os dois, o perigo vem pelo lado esquerdo e pelo alto.


Fonte: GE


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Joao-Paulo-Eduardo-chegam-quarto-gol-jogada-fatal.html

Alívio e noite histórica.









Apesar dos deslizes, é visível a melhora do time sob o comando do Luxemburgo. O problema é que, mesmo com o novo panorama após a chegada do treinador, o time vem pecando em alguns pontos que estão quase matando a gente do coração. Ontem, foi mais um dia desses.

O primeiro gol veio cedo, aos 4 minutos, com mais um cruzamento do João Paulo pro Eduardo. Impressionante como a dupla vem dando certo. Depois disso, o time criou mais algumas oportunidades, mas passou a deixar o Figueirense jogar e aí o perrengue clássico começou.

Devido a tantas chances desperdiçadas, era evidente que em algum momento a escrita de que “a bola pune” ia acabar se fazendo valer. O pior é que se fez valer logo depois de um lance com alto nível de esquisitice e justamente com um cara que, na minha opinião, não merecia o papel de vilão da partida, por conta de tudo aquilo que vem fazendo. Pra mim, hoje o Eduardo é titular absoluto do Flamengo, sem dúvida alguma.

Mas ainda bem que deu tudo certo. Nixon entrou em campo no lugar do croata jogando bem e correndo bastante. E em meio aos trancos e barrancos dentro da área, o gol da vitória finalmente saiu no último minuto da partida.

Além do fato estranho que rolou com o Eduardo, outro jogador que terminou a partida chamando a atenção foi o Marcelo. Ele até então vinha fazendo aquelas partidas de “zagueiro zagueiro”, e do nada aprontou uma jogada que quase resultou em golaço.

Por muito mais mérito do goleiro deles do que por erro do Marcelo, infelizmente a bola não foi pra rede. Falando em goleiro, o Paulo Victor também merece destaque. Se não fosse por ele, teríamos tomado o gol da virada e a situação agora poderia ser completamente diferente.

Agora estamos um pouco mais tranquilos na tabela novamente, o que mostra o quão bizarro é esse campeonato. Cinco jogos sem vencer no Brasileirão, e bastou três pontos pra acalmar um pouco os ânimos.

Deixando o futebol de lado, é preciso exaltar o feito rubro-negro na noite de quarta-feira em outro esporte. Somos o primeiro time da América do Sul que participa da pré-temporada da NBA! Independente dos resultados das três partidas, num espaço absurdamente curto de tempo, o basquete da Nação vem escrevendo pontos de grande importância na história.

Ontem foi bonito demais! No que pude acompanhar da partida por conta do futebol, o Flamengo fez frente chegando a ganhar o primeiro quarto. E acho que o que deve ser trazido dos Estados Unidos, além de mais um marco na história do clube, é um time ainda mais preparado para a temporada desse ano.

Por culpa do Mais Querido em ação no gramado e na quadra, fui dormir quase duas horas da manhã. Pelo menos vi a gente voltar a ganhar no Brasileiro e vi um momento incrível do basquete da Nação. Ainda bem que escolhi o clube certo para torcer. Pior ficam os secadores, que agora devem estar com tanto sono quanto eu, mas sem motivos para comemorar.


Fonte: Falando de Flamengo


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Alivio-e-noite-historica.html

Luxemburgo destaca importância de elenco.









O técnico Vanderlei Luxemburgo avaliou que as mudanças realizadas durante o segundo tempo foram fundamentais para o Flamengo derrotar o Figueirense por 2 a 1, na noite de quarta-feira, em Florianópolis, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gol da vitória saiu aos 47 minutos do segundo tempo e foi marcado por Nixon, que entrou na etapa final, assim como Gabriel e Muralha.

"Falei para o pessoal: 'Rapaziada, sempre falo que quero ter o elenco à disposição'. Usei o Nixon e o Muralha. Precisava de velocidade no time, a zaga adversária tinha jogador com amarelo e cansado. Falei para ele (Nixon) mexer de um lado para o outro, ter velocidade, e ele fez. O gol foi consequência", disse.

Para o treinador, o Flamengo teve comportamento mais ousado diante do Figueirense, em comparação com outros confrontos, o que também avaliou como decisivo para o triunfo. 

"Hoje, chegamos mais, agredimos mais. O Canteros entrou, até o Marcelo entrou. Assim, você faz o adversário ter medo de tomar gol. Quando percebi o jogo (no segundo tempo), coloquei o Muralha para segurar o meio-campo e o Gabriel para dar velocidade. Coloquei três caras velozes: Nixon, Gabriel e Everton, além de fortalecer o meio-campo com jogadores que marcam e jogam", afirmou.

A vitória sobre o Figueirense levou o Flamengo aos 34 pontos, seis acima da zona de rebaixamento, e ao 11º lugar. Luxemburgo, porém, repetiu o discurso de que a preocupação do time é apenas com a luta contra o descenso no Campeonato Brasileiro.

"Estou satisfeito com a equipe, estamos no caminho certo. Encontramos uma identidade. Mas não vou mudar, nossa obrigação é sair da confusão. Se pintar alguma coisa boa, tudo bem. Penso com os pés no chão. No próximo ano, vamos corrigir para aspirar uma situação melhor. São 12 grandes clubes no Brasil, não dois como na Espanha", disse.

Agora, Luxemburgo espera contar com o Maracanã lotado no próximo domingo para que o time tenha chances de vencer o líder Cruzeiro.

"Convoco o torcedor. Vamos jogar para sair da confusão no Brasileiro. Se conseguirmos levar essa disposição, respeitar sem temer o Cruzeiro e jogar com a força do Flamengo, com o apoio do torcedor, temos a chance de fazer um grande jogo também", comentou.


Fonte: Estadão


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Luxemburgo-destaca-importancia-elenco.html

O QUE FAZER COM O "VELHO"?















Acredito que a diretoria do Flamengo e o Vanderlei Luxemburgo terão um pepinão para resolver no final deste ano.





O que fazer com o "velho" Leonardo Moura?





O cara continua titular e aguentando a maratona de jogos que disseram que ele não teria como encarar. Trouxeram até um tal de Léo, lá do Atlético Paranaense, para poder revezar com ele.





Só que o "garotão" Léo parece bichado, sei lá, porque não sai do departamento médico há uns três meses (ou seria mais?).





E lá está o Leonardo Moura, comendo a bola jogando muito, como foi, por exemplo, na partida desta semana contra o Figueirense.





Parecia um menino apoiando o ataque pela direita, fazendo cruzamentos certeiros, marcando bem e ainda distribuindo lençóis (ou chapéus, se preferirem) aos adversários.





Vão aposentar o cara? 





Eu acho que até o Leonardo Moura pensa que vai se aposentar. Será?





Já têm algum nome em mente ou algum contato feito?





O problema está na mesa...





Se a minha memória não está falhando, acho que depois do final da Era Junior, só Leonardo Moura e Petkovic conseguiram o status de verdadeiros ídolos rubro-negros, com sangue flamenguista. Acredito até que Renato Abreu pode entrar nessa roda. Adriano? Sei não...







SRN

Fonte: http://flamengoeternamente.blogspot.com/2014/10/o-que-fazer-com-o-velho.html

Para Luxa, vitória sobre o Cruzeiro dará ânimo na Copa do BR.









Depois de cinco jogos sem vitórias no Campeonato Brasileiro, o resultado obtido em Florianópolis fez o técnico Vanderlei Luxemburgo voltar a confiar que o time vai viver dias mais tranquilos na parte final da competição. Na entrevista coletiva, o treinador rubro-negro ressaltou que o time está no caminho certo na luta contra o rebaixamento.

"Tivemos problemas, mas parece evidente que estamos no caminho certo. Temos o jogo com o Cruzeiro. A vitória vai nos tirar da confusão e isso pode favorecer o time até na Copa do Brasil. De cabeça tranquila, poderemos ir muito longe", avaliou o treinador, já projetando uma sequência mais calma na temporada.

O atacante Nixon, autor do gol da vitória, nos acréscimos, estava muito emocionado após o jogo, em Florianópolis. Ele passou mais de um mês fora da equipe por causa de uma lesão na coxa e chorou muito ao recordar os momentos difíceis que enfrentou nos últimos tempos.

"Fiquei um mês parado por causa da lesão. Estava treinando muito e sempre acreditando numa oportunidade. No momento em que o professor me chamou para entrar em campo, sabia que Deus estava preparando um momento especial para mim", disse o autor do gol.

Para o goleiro Paulo Victor, a vitória foi merecida porque o time enfrentou momentos difíceis na partida, mas nunca se entregou. "Acho que foi merecida a vitória. Estávamos precisando muito dela porque ficar tanto tempo sem vencer é terrível".


Fonte: Terra


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/10/Para-Luxa-vitoria-sobre-Cruzeiro-dara-animo-Copa-do-BR.html

Assista aos melhores momentos de Figueirense 1 x 2 Fla.









Curtir

Arquivo do blog

As mais votadas no diHITT

Parceiros

Meus amigos no diHITT