quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

"Em breve vamos anunciar alguma coisa", diz Presidente.









Apesar de ainda não ter anunciado nenhum reforço para a próxima temporada, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, garantiu nessa quarta-feira que o clube já está em tratativas para reforçar o elenco, que este ano encerrou o Brasileirão na 10.ª colocação e caiu nas semifinais da Copa do Brasil.

"(O Flamengo) não contratou ainda, mas nós estamos na expectativa de que em breve vamos anunciar alguma coisa", disse o presidente em entrevista ao SporTV.

"As negociações estão em curso, e o Vanderlei (Luxemburgo) terá material humano para chegar aonde ele quer".

Apesar de assegurar que o clube está tratando de reforços, Bandeira de Mello afirmou que o Flamengo não irá extrapolar nos gastos.

"A gente continua sem fazer loucuras; se os outros estão fazendo, a gente não pode garantir. Neste início de 'entressafra', assim que termina o Campeonato Brasileiro, está todo mundo em cima dos mesmos jogadores. O preço sobe um pouco, mas a gente espera que, com o passar do tempo, ele reflua para um patamar aceitável", comentou.

O dirigente ainda desconversou sobre a renovação do capitão Léo Moura, que há 11 anos defende o clube.

"O Léo Moura é um ídolo nosso, um jogador pelo qual a torcida do Flamengo tem um carinho especial. Isso está sendo avaliado, e a gente espera ter uma definição nos próximos dias", disse Bandeira de Mello. Apesar de ainda não ter anunciado nenhum reforço para a próxima temporada, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, garantiu nessa quarta-feira que o clube já está em tratativas para reforçar o elenco, que este ano encerrou o Brasileirão na 10.ª colocação e caiu nas semifinais da Copa do Brasil.

"(O Flamengo) não contratou ainda, mas nós estamos na expectativa de que em breve vamos anunciar alguma coisa", disse o presidente em entrevista ao SporTV. "As negociações estão em curso, e o Vanderlei (Luxemburgo) terá material humano para chegar aonde ele quer".

Apesar de assegurar que o clube está tratando de reforços, Bandeira de Mello afirmou que o Flamengo não irá extrapolar nos gastos. "A gente continua sem fazer loucuras; se os outros estão fazendo, a gente não pode garantir. Neste início de 'entressafra', assim que termina o Campeonato Brasileiro, está todo mundo em cima dos mesmos jogadores. O preço sobe um pouco, mas a gente espera que, com o passar do tempo, ele reflua para um patamar aceitável", comentou.

O dirigente ainda desconversou sobre a renovação do capitão Léo Moura, que há 11 anos defende o clube. "O Léo Moura é um ídolo nosso, um jogador pelo qual a torcida do Flamengo tem um carinho especial. Isso está sendo avaliado, e a gente espera ter uma definição nos próximos dias", disse Bandeira de Mello.


Fonte: Estadão


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/12/em-breve-vamos-anunciar-alguma-coisa-diz-presidente.html

Câmara aprova refinanciamento da dívida dos clubes.









Através de uma “gambiarra” que deixaria muito mecânico com inveja, a Câmara aprovou nesta quarta-feira um projeto que prevê a renegociação das dívidas dos clubes com a União sem a necessidade de contrapartidas. Mesmo com o debate sobre o tema girando em torno da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte, a aprovação se deu com uma emenda na Medida Provisória 656, que aborda assuntos totalmente diferentes, como a correção de 6,5% na tabela do imposto de renda. Após a aprovação na Câmara, o texto vai para o Senado e, se aprovado, chegará às mãos da presidente Dilma Rousseff.

A inclusão do refinanciamento das dívidas na MP foi ideia do deputado federal Jovair Arantes (PTB-GO), que é vice-presidente do Atlético-GO, irritou o Bom Senso F.C. e outros envolvidos na discussão sobre a Lei de Responsabilidade, especialmente porque os clubes, segundo o texto, terão o direito ao parcelamento, mas sem se adequarem a requisitos e contrapartidas para o equilíbrio financeiro das gestões.

O parcelamento, de acordo com a MP, será em 20 anos (240 meses) com redução de 70% das multas isoladas, de 30% dos juros de mora e de 100% sobre o valor de encargo legal.

- É um absurdo que se desrespeite o processo de diálogo aberto há tempo com diversos envolvidos. O pior é que a emenda foi incluída na MP por um parlamentar que não estava nessa discussão. A coisa acontecer assim não é simplesmente um problema do futebol, mas um problema do país. É inacreditável que isso foi colocada em uma MP que nada tinha a ver com o assunto – afirmou ao LANCE!NET o diretor executivo do Bom Senso, Ricardo Borges.

Após a aprovação da MP, a discussão da Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte fica, definitivamente, para 2015. Com isso, até parlamentares envolvidos no assunto não gostaram.

- É um contrassenso. Essa medida é incompleta, que não reestrutura o futebol brasileiro. Permitir que os clubes saiam do atoleiro sem regras contra o aumento de dívidas não resolve o problema. Mas a luta pela Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte continua - garantiu Otávio Leite (PSDB-RJ).


Fonte: Lancenet


SRN

Fonte: http://www.noticiasfla.com.br/2014/12/camara-aprova-refinanciamento-da-divida-dos-clubes.html

Eduardo diz que Flamengo nunca achou que Luxa sairia.









Curtir

Arquivo do blog

As mais votadas no diHITT

Parceiros

Meus amigos no diHITT